Cozinha Sigel
Carnes

Ensopado de Coxão duro

9 de janeiro de 2012

Para o primeiro fim de semana do ano, acabei fazendo alguns pratos inéditos, ao menos para mim, que nunca tive lá muita garra em escolher, comprar e cortar carne… Bem, a escolha não foi lá tão complicada, a receita dizia “compre isso!”, e eu apenas obedeci, depois, para cortar, desencanei que aquele pedaço vermelho algum dia teve olhos meigos, e segui com os cortes (eu como carne normalmente, eu apenas não gosto muito da ideia de cortar em pedacinhos, sei lá…), enfim, foi a primeira carne de panela que fiz, sem recorrer ao caldo de carne, e ficou ótima!!

Como disse, tinha uma receita por trás, mas quando voltei do mercado e fui terminar de ler, ou melhor, ler de verdade, notei que faltavam váaaaarias coisas, e aí, sabe, não ia voltar para o mercado de novo, e assim, com o principal em mãos, o resto foi improviso!

Segue a receita modificada:

500g de coxão duro cortado em cubos (aqui, comprei uma peça com pouco mais de 600g, era pedir demais querer que eu conversasse abertamente com o açougueiro né? Nada contra, mas seria um monólogo muito chato para ele. Eu só queria coxão duro e ponto, peguei a bandeja.)
2 colheres de sopa de farinha de trigo
1 colher de sopa de páprica
2 colheres de sopa de azeite
2 xícaras de chá de água
1 colher de chá de sal
5 ou 6 dentes de alho (usei dos grandes!)
2 tomates sem pele e sementes
2 cenouras cortadas em fatias grossas
1 ramo (pequeno) de alecrim fresco (o equivalente a 3 colheres de sopa)
Cebolinha picada para salpicar

Como faz

Comece cortando a carne em cubinhos, para em seguida empanar na mistura de páprica e farinha de trigo, deixe reservado por mais ou menos 1 hora. Em uma panela de pressão, aqueça o azeite e refogue a carne até dourar, vá colocando aos poucos, sem pressa. Junte a água e o sal, tampe e cozinhe por 15 minutos após o início da fervura. Devo ter deixado um pouco mais que isso, mas é a média. Espere sair a pressão, abra, e junte o alho, os tomates, o alecrim e as cenouras. Cozinhe até que as cenouras estejam macias. Retire do fogo, salpicando cebolinha, e então, é servir.

Surpreendi-me com o sabor, deve ter sido a páprica, fiz arroz com jasmim e purê de batata para acompanhar, mas sabe, acabamos que nem demos muita bola, apenas o ensopado pode dar conta sozinho.

Hmmm, um dia quem sabe, eu faça a receita original… 😀

Beijinhos de feliz ano novo!!

2 Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: