Cozinha Sigel
Peixes

Camarão na Moranga

17 de janeiro de 2012

Existem receitas que como diz minha amada devem ficar em seu lugar de origem pois não tem a mesma graça fazê-las em nossa cozinha. Um bom exemplo disso é o “barreado” que ela experimentou em sua viagem ao sul do país antes de nos conhecermos.

Eu acredito que sempre pode ter um porém nessa história.

Não me lembro de ter experimentado em lugar algum essa receita típica “turística litorânea”, coloco entre aspas pois não sei se em outros locais não turísticos é uma receita típica ou em local turístico não litorâneo, anyway… o que interessa mesmo á história da receita e de como nós chegamos à ela.

Primeiro havia uma bela abóbora que peguei para fazer um Jack no Halloween. Mas bateu uma preguiça de enfiar a faca nessa moranga gorda, e a mesma ficou enfeitando a cozinha esperando o seu destino incerto.

Pois que um dia olhei para ela e esta me confidenciou – adoraria ser preenchida com um guizado de camarão.

– Então respondi insanamente à abóbora que a mim fitava que camarão na moranga não era guizado. Mas entendi o recado e fui em busca dos camarões.

A receita que fiz foi bem simples mas de espetacular sabor:

1 quilo de camarão limpo
300 gramas de molho de tomate (faça em casa fica muito mais saboroso)
1 caixinha de creme de leite
1 dose de vinho branco (usei um cabernet sauvignon chileno que foi devidamente degustado durante a refeição)
1 colherinha de chá com amido
1 cebola (usei a roxa pois é a que mais se aproxima no Brasil das chalotas, mas já descobri como achar as danadas para a próxima vez)
1 abóbora de tamanho razoável, a minha tinha o equivalente à 2 melões grandes em tamanho aproximado.
sal, pimenta do reino e páprica picante à gosto.

Bom, a parte gostosa está quase chegando, mas primeiro precisa alquimizar tudo.

Frite a cebola em uma boa dose de azeite (seja generoso, não há culpa na generosidade) quando estiver murcha a cebola coloque uma pitada de pimenta do reino preta e em seguida os camarões limpos e escorridos (nada cheio de água e pingando por favor). Deixei fritar levemente e então coloque o molho de tomate que você fez previamente com tomates italianos sem pele e sem semente. Deixe cozinhar por 5 minutos, tempere com sal e uma pitada de páprica picante, teste o sabor, lembre se que não pode estar suave no sal pois ainda colocaremos no final o creme de leite, porém cuidado para não salgar demais. Dissolva o amido no vinho branco e agregue.

Desfrute do aroma do camarão e não me diga que o cheiro de peixe ti enoja. Se for o caso nem comece a receita. (risos)

Aguarde em fogo baixo por mais 5 minutos e finalize colocando o creme de leite com o fogo desligado.

Misture bem, e coloque ainda quente dentro da abóbora e tampe a mesma para apurar sabores.

Ao servir, salpique coentro picadinho.

Dica: quanto mais tempo o cozido ficar dentro da abóbora mais recebera o sabor da mesma e vice versa.

– Atualizando o post, fiquei devendo quantas pessoas podem deliciar se. Deu 4 porções esta receita, mas tenho que admitir que lembro que ficou gostinho de quero mais.

2 Comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: